25 de maio de 2022

Liderança tóxica: o que é, como lidar e suas consequências

Um líder tóxico acaba gerando desmotivação no time, afetando significativamente o andamento dos processos, das metas e dos resultados de toda a empresa. 
Um líder tóxico acaba gerando desmotivação no time, afetando significativamente o andamento dos processos, das metas e dos resultados de toda a empresa. 
Tempo de leitura: 3 minutos

O que beira a liderança tóxica? Um bom líder deve saber orientar a sua equipe, transmitir confiança e tomar ações estratégicas para desenvolver os profissionais,  

Mas e quando atitudes tóxicas tomam conta do ambiente de trabalho?

Um líder tóxico acaba gerando desmotivação no time, afetando significativamente o andamento dos processos, das metas e dos resultados de toda a empresa. 

É importante saber como identificar e lidar com esse tipo de perfil, desenvolvendo um código de conduta para não afetar negativamente o negócio. Acompanhe a seguir!

O que é liderança tóxica?

A liderança tóxica representa um conjunto de ações de gestores que, por algum motivo, adotam posturas autocráticas e não se preocupam em dialogar com a equipe.

Geralmente, esse tipo de líder gera pressão e pode assediar moralmente os colaboradores, mesmo que essa não seja a sua intenção. 

Eles impõem o que deve ser feito e não se preocupam com os impactos que as suas decisões podem ter nas pessoas ao seu redor.

Quais as características de uma liderança tóxica?

São diversas as características de uma liderança tóxica. 

Em geral, eles não apresentam metas claras, ignoram o comprometimento do time, não tomam medidas para resolver conflitos e não se preocupam em dialogar com a equipe sobre seus problemas e dificuldades.

Além disso, constantemente esse tipo de líder pode ser sarcástico, apontando falhas e erros de outros profissionais, sem se responsabilizar por seus atos.

Consequências de uma liderança tóxica

Esse tipo de situação costuma gerar alto nível de estresse em toda a equipe e, como consequência, causar ansiedade, desequilíbrio emocional, depressão, entre outras situações. 

A falta de diálogo com seu time também facilita o aumento de demissões e a rotatividade na empresa.

Liderança tóxica e ambiente de trabalho tóxico: entenda a relação 

Um líder tóxico consegue afetar todos os colaboradores ao seu redor, criando um ambiente de trabalho extremamente tenso e desequilibrado. Os impactos ainda podem afetar as parcerias profissionais e o relacionamento com clientes.

Com isso, os profissionais acabam não dando o melhor de si e passam a negligenciar acordos, por exemplo, não respeitando os horários de entrada e saída, e faltando em excesso.

Liderança tóxica: como identificar?

Liderar o time com reações negativas, não ter estratégias de comunicação e diálogo, e não valorizar o esforço e a capacidade dos colaboradores, são atos comuns de um líder tóxico.

Tipos de liderança tóxica

Existem diferentes tipos de líderes tóxicos, como os narcisistas, os que se sentem superiores aos demais profissionais e os que têm dificuldade em desenvolver o senso de responsabilidade. 

Independentemente do tipo, os gestores tóxicos geralmente têm comportamentos abusivos e raramente conseguem dialogar com o time, como por exemplo:

  • Exercer superioridade;
  • Falta de responsabilidade;
  • Falta de confiança;
  • Duvidar da capacidade;
  • Tirar a credibilidade;
  • Não tratar opiniões e pessoas com seriedade.

Como não ser uma liderança tóxica?

Para evitar a liderança tóxica, o gestor deve saber ouvir os colaboradores, reconhecer seus talentos e contribuições ao negócio. Além disso, saber se expressar e desenvolver o lado emocional são aspectos fundamentais. 

O líder deve ser um espelho para a sua equipe. As suas ações devem servir como exemplo para todos ao seu redor. 

Por isso, o autoconhecimento e o aperfeiçoamento pessoal são fatores que devem ser trabalhados continuamente.

Liderança tóxica: um código de conduta pode evitar esta situação?

Existem algumas maneiras de não reproduzir comportamentos tóxicos no ambiente de trabalho. Uma boa forma é o líder buscar por novos aprendizados para desenvolver algumas competências socioemocionais, como colaboração, empatia e inteligência emocional.

Estas são qualidades que funcionam como um verdadeiro código de conduta para evitar esse tipo de situação no ambiente profissional. 

A liderança tóxica impacta as atividades, os processos e pode ser um fator essencial para a desmotivação do time.

Aproveite a visita e conheça as palestras do IRPC Brasil para ter melhores resultados com a sua equipe!

Compartilhe:

ARTIGOS relacionados que podem te

interessar

28 de junho de 2022
A cultura organizacional pode ser entendida como o comportamento da empresa no cotidiano.
21 de junho de 2022
O imprevisto é algo que muda tudo, ataca uma fraqueza, fortalece uma ameaça, surge repentinamente e de uma direção inesperada.
21 de junho de 2022
Ao ler “comportamento digital” é muito fácil pensar que estamos falando da forma como uma pessoa age no ambiente online, certo? No entanto, o termo vai um pouco mais além!

interesse em cursos das

TRILHAS

interesse em cursos

in company

interesse em

treinamentos

interesse em

palestras